Translate

sexta-feira, 15 de maio de 2015

A indústria do turismo do Irã está florescendo


Quando o assunto é Irã, poucos são os que conhecem a verdadeira realidade atuais do país, e ultimamente tem se destacado em muitos aspectos culturais, tecnológico, educacionais e outros pontos que a deveriam serem mostrados mundo afora. 
recentemente, o diretor de Patrimônio Cultural do Turismo e Artesanato Organização do Irã (CHTHO) Masud Soltanifar disse em uma reunião em Yasd que, o lucro anual do Irã com a indústria do turismo atingiu mais de 7.000 milhões de dólares americanos por hospedar mais de cinco milhões de turistas estrangeiros. Falou ainda que o Irã tem um potencial natural, históricas e religiosa que atrai turistas do mundo todo, esclareceu que existe mais de um milhão de monumentos e sítios históricos, que são constituídas no país.
Além das atrações turísticas, muitas pessoas do ocidente se interessam nos desertos.
Futuro próximo o Irã deve chegar a mais de 30.000 milhões dólares de renda, com a hospedagem de mais de 20 milhões de turistas, acrescentou.
enumerou ainda que as facilidades na emissão de vistos, transportes internos e externo e estabelecimento de escritórios para atrair turistas estrangeiros estão entre os planos para impulsionar a indústria.
Outro número interessante é que metade dos turistas estrangeiros são mulçumanos que almejam visitar santuários sagrados. O Irã é um dos importantes destinos de turismo Halal, atraindo mulçumanos em todo o mundo.
Durante seu discurso, ele chamou de Yazd como um dos mais preferidos destinos no Irã.
De acordo com a Travel and Tourism Competitiveness Relatório 2015 realizado pelo Fórum Econômico Mundial (FEM), o Irã é o país mais acessível para os turistas entre os 141 países.
Egito apareceu na segunda posição e o próximo país é a Indonésia. Preços Competitos na Indústria de Turismo e Viagens e a redução dos custos relacionados com viagens em um país aumenta a sua atratividade para muitos viajantes, bem como para o investimento no sector da T & T.
Yazd: Um museu vivo para todos
De acordo com a UNESCO, Yazd é uma das cidades mais antigas do mundo - cada visitante passa algumas horas ficando completamente perdido neste museu vivo. As torres tem um estilo de construção interessante afim de captar a maior quantidade de ventos possíveis  sobre os telhados, projetados para capturar até mesmo a mais leve brisa e encaminhá-los para salas subterrâneas. Nos verões quentes que são muito necessárias, e mais saudável do que moderno ar-condicionado.
Os estilos de construção são simples, tradicional e bastante exótico em comparação com a uniformidade da maioria das outras grandes cidades do Irã. A cidade tem a cor de barro, para os tijolos secos ao sol. Os bairros residenciais parece quase deserta (mas não são) por causa dos altos muros, protegendo as casas. Amir Chakhmagh (governador de Yazd) é uma mesquita bem preservado do século 14 foi construída no local de um edifício do século 12. Também projetado pela esposa de Amir chakmagh, este pequeno conjunto de edifícios contém uma pequena e decadente bazar e a desintegração Masjed-e Tekieh (Tekieh mesquita).
Dowlat Abad Garden é uma residência interessante do ex-governante, Karim Khnn Zand, que foi construída em cerca de 1750. É conhecido por ter a maior Badgir na cidade antiga, de pé mais de 33m de altura. Os vitrais também são uma maravilha.
Jame Mesquita domina a cidade velha, com sua extraordinariamente elevado portal de entrada, telhado, ladeado com uma magnífica minaretes e adornado com uma inscrição do século 15. Os belos mosaicos sobre a cúpula e sobre o Mehrab também são incríveis. O interior da mesquita é inteligentemente ventilada e bem iluminada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário