Translate

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Senador Medeiros se reúne com Embaixador do Irã

Quem conhece a história do Irã recente, sabe muito bem que os embargos econômicos sobre o país estão sendo aos poucos retiradas do mercado internacional, e este fato tende a levar empresários de todos os países para iniciarem um processo de adaptação comercial.
Enquanto economias bem estabilizadas estão perdendo oportunidades, o Irã aproveita de todas as formas o bom clima de abertura da economia para iniciar reuniões, entre vários setores afim de buscar parceiros para crescer em um momento de crise internacional. Se depender do turismo a coisa esta boa, pois no ano de 2015 este setor cresceu 54% em relação ao ano de 2014.
Mas afim de aumentar ainda mais as relações comerciais entre Brasil e Irã, no dia 3 de fevereiro o Senador Medeiros, juntamente com assessores e representantes produtores do estado de Mato Grosso se reuniram em Brasília, em audiência com o  Sr. embaixador do Irã, Mohammad Ali Ghanezadeh Ezabadi, na sede da embaixada.
O propósito da reunião foi avaliar as possibilidades de expansão comercial do Irã, com os setores produtivos do estado de Mato Grosso, facilitadas com o fim das sanções econômicas internacionais.
Segundo o Senador socialista, Mato Grosso tem muito a oferecer, pois o estado é um grade produtor de grãos e de carne bovina, segundo o político a queda dos embargos internacionais, vai ser benéfico ao Irã, pois as exportações das commodities brasileiras vão ter um crescimento considerável.
A autoridade maior do Irã no Brasil, o Sr. Embaixador Mohammad Ali Ghanezadeh Ezabadi, propôs a instalação de um escritório do Estado de Mato Grosso no Irã, para facilitar a relação comercial entre os dois países. Segundo o embaixador, o Irã tem um mercado consumidor de 80 milhões de pessoas e esta é uma boa oportunidade para mostrar o potencial de Mato Grosso e também do Brasil, e o escritório seria ideal, foi acrescentado ainda que pretende visitar o Estado Brasileiro, onde se reunirá com empresários e políticos e também com o governador. 
http://www.rdnews.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário