SEJAM BEM VINDOS

Translate

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Informações aos brasileiros que querem ir ao Irã

Vamos começar este post com algumas informações básicas sobre o Brasil, este país maravilhoso, abençoado por Deus. Um país com grande extensão territorial, aqui, se pode encontrar desde belas praias até grandes florestas como a Amazônia.
Se estamos falando de terras e grandes áreas, temos que falar também sobre a economia deste maravilhoso país, classificada em 2017 como a oitava maior economia do mundo, com um produto interno bruto (PIB) de 7,3 trilhões de reais, ou 1,9 trilhões de dólares estadunidenses nominais, de acordo com estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI), é também a segunda maior do continente americano, atrás apenas da economia dos Estados Unidos. De acordo com o relatório do Fundo Monetário Internacional de 2017, o Brasil é o 65º país do mundo no ranking do PIB per capita (que é o valor final de bens e serviços produzidos num país num dado ano, dividido pela população desse mesmo ano), com um valor de 10 019 dólares estadunidenses por habitante.
Com estes dados, podemos entrar no assunto em que iremos trabalhar. Tendo o Brasil esta potência econômica e rico em matérias primas do norte ao sul, deve-se notar que as pessoas que compõem esta nação também tendem a se propagar pelo mundo a fora, viajando a turismo, a trabalho, em missões etc. Segundo o Censo do IBGE, estima-se que, a quantidade de brasileiros vivendo no exterior é cerca de 500 mil. Número é diferente da estimativa do Ministério das Relações Exteriores que é de (2,5 milhões de brasileiros no exterior).
São muitos brasileiros morando fora, e esta parcela de pessoas são as que disseminam a cultura estrangeira aqui no Brasil, através de várias fontes, como o YouTube, Instagram, blogs, sites etc.
Desta forma, a curiosidade bate na porta das pessoas e começam a buscarem por outras informações e a vontade de conhecer outro continente começa a brotar como as gramas depois de uma chuva.
O Brasil tem uma relação comercial e cultural com o Irã desde muito tempo, segundo pesquisa, as relações entre estas duas nações inciaram em 1903, se aproximando mais em 1957, onde assinaram um acordo cultural, neste acordo, também ficou acertado a instalação da Embaixada brasileira em Teerã, a capital do Irã.
Em 1965, o xá iraniano, Mohammad Reza Pahlavi, visitou o país para incentivar a cultura brasileira no Irã, como a literatura, cinema, teatro como também o intercambio de professores graduados tanto brasileiros como iranianos. 
Então vai as dicas para os brasileiros:
- Ao decidir ir ao Irã, deve-se saber que o país persa está localizado na Ásia Ocidental, a religião é o muçulmano, sendo que, 98 por cento da população pertence a esta religião.
- Não existem voos direto para o Irã, normalmente os viajantes compram passagens saindo de São Paulo para a Europa, onde na maioria das vezes existem passagens mais em conta e com maior número de vezes ao dia.
- Tem fronteiras a norte com Arménia, Azerbaijão e Turquemenistão e com o Cazaquistão e a Rússia através do Mar Cáspio; a leste com Afeganistão e Paquistão; ao sul com o Golfo Pérsico e o Golfo de Omã; a oeste com o Iraque; e a noroeste com a Turquia. 
mapa do Irã 
Idioma: No Irã se fala o Farsi, um idioma muito antigo falado somente neste país, tendo os sons e caligrafia muito diferentes em comparação com o alfabeto das línguas do ocidente como o Português, Inglês etc. Normalmente o Inglês é pouco falado no Irã, mas nos centros das maiores cidades, fica fácil encontrar pessoas que se comunicam falando inglês, principalmente em Teerã, que é a capital do Irã.
Turismo: O Irã, devido sua história antiga, tem sido muito procurado por pessoas como historiadores, professores, turistas apaixonados pelas antigas civilizações entre outros. 
Dinheiro: O Irã, devido as sanções econômicas, não está dentro do sistema bancário internacional, isso quer dizer que, as formas de pagamentos e comparas, utilizando o cartão de Crédito, não funciona por lá. 
Trânsito: O texto abaixo foi tirado do Blog do Gabriel quer viajar, na descrição deste blogueiro que esteve no país persa por duas vezes, nota-se que, dirigir por lá é uma aventura e tanto.
 "trânsito no Irã é o 3º mais perigoso do mundo. Segundo dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde em 2014, são 38 mortes a cada grupo de 100 mil habitantes por lá, contra vinte e duas aqui. As estradas, avenidas e ruas do país matam 73% mais pessoas do que no Brasil, portanto."
Como observado, no Irã o trânsito realmente é uma questão de prestar muito atenção ao pegar um veículo para passear pelas estradas, consideradas muito bem mantidas e conservadas. já que se está falando aqui de trânsito, é bom lembrar que, o combustível é praticamente de graça em comparação com o brasileiro.